Quão bom você é?

Sempre há maneiras melhores de se fazer o que está sendo feito. Não existe coisa pior do que responder que faz algo de determinada maneira porque sempre foi feito de dessa maneira. O que diferencia um bom profissional de um ruim e justamente essa acomodação.

O bom é inquieto, está sempre em movimento buscando formas melhores de fazer o que faz, está sempre estudando, aprendendo, mudando. Ele incomoda por sua inquietude, mas cresce tanto quanto pessoa, quanto profissional.

O ruim é acomodado, preguiçoso, detesta mudar, faz a mesma coisa do mesmo jeito sempre, se fortalece quando alguém está fraco. Por não ser muito qualificado, se ocupa de fofoca e normalmente sabe tudo sobre a vida pessoal das outras pessoas, afinal tem mais tempo pra isso.

Se você que entender em qual grupo pertence, uma boa dica é pensar sobre o que você conversa, o que assiste e o que lê. Se na sua roda de assuntos, normalmente você fala sobre pessoas, assiste novela e noticiário e seu livro favorito é do nível de “50 tons de cinza”, sinto te dizer que você está “cochilando” na vida e pertence ao grupo dos acomodados que se justificam pela falta de tempo.

Não fique irritado e nem pense em falar mal de mim por causa do parágrafo acima, mas se criticar o conteúdo, por mim tudo bem. Pois os bons, normalmente utilizam conhecimento para se tornarem melhores e os ruins, criticam e falam da pessoa que traz a informação.

Passar os dias culpando os políticos por sua má sorte, falando mal da situação do Brasil, recamando que seu salário é ruim, do chefe não reconhece o seu esforço… Saber tudo sobre a vida dos outros e nada sobre a sua, só vai fazer você continuar no buraco que cavou. Eu sei que este buraco no fundo é bem confortável e por isso você tem tanta dificuldade de sair daí.

Tudo muda o tempo todo, fazemos a mesma coisa todos os dias, apesar de parecer uma repetição, os dias não são os mesmos e muito menos nós. O simples ato de viver é o que fazemos sempre e tem que ser aprimorado. Nascemos, crescemos, amadurecemos, evoluímos e retornamos a fonte que nos criou.

Não existe inércia no Universo, tudo está em movimento. Isto é uma lei universal chamada a Lei da Vibração, então durante este processo que é viver, faz parte da nossa essência a mudança, então bora crescer e retornarmos melhores do que viemos.

Decida onde quer ser melhor e invista nisto, lembre-se, tudo o que você coloca seu foco cresce!

Então chegou a hora de responder: Quão bom você é? Quem está se beneficiando com o seu trabalho ou com a sua existência?

Josiane Leal de Souza – https://www.josilealdesouza.com

 

Deixe uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.